Resistor Elétrico

O resistor elétrico é um componente que se opõe a passagem a corrente elétrica, conforme a sua resistividade.

A energia elétrica pode ser convertida em outras formas de energia. Quando os elétrons caminham no interior de um condutor, eles se chocam contra os átomos do material de que é feito o fio. Nestes choques, parte da energia cinética de cada elétron se transfere aos átomos que começam a vibrar mais intensamente. No entanto, um aumento de vibração significa um aumento de temperatura.

O aquecimento provocado pela maior vibração dos átomos é um fenômeno físico a que damos o nome de efeito joule. É devido a este efeito joule que a lâmpada de filamento emite luz. Inúmeras são as aplicações práticas destes fenômenos. Exemplos: chuveiro, ferro de engomar, ferro elétrico, fusível, etc…

O efeito joule é o fenômeno responsável pelo consumo de energia elétrica do circuito, quando essa energia se transforma em calor. O componente que realiza essa transformação é o resistor , que possui a capacidade de se opor ao fluxo de elétrons (corrente elétrica).
Símbolo:

Figura 1 - Símbolos do resistor
Figura 1 – Símbolos do resistor

Lei de Ohm

Considere o resistor abaixo, mantido a uma temperatura constante. Quando o mesmo for submetido a uma tensão elétrica (d.d.p.) E, circulará, pelo mesmo uma corrente elétrica Ι. Mudando o valor da d.d.p. para E1, E2, … En , o resistor passa a ser percorrido por uma corrente I1, I2, … Ιn . O Físico alemão George Simon Ohm, verificou que o quociente da tensão aplicada pela respectiva corrente
circulante era uma constante do resistor.

Figura 2 - Circuito com fonte DC e resistor
Figura 2 – Circuito com fonte DC e resistor

{E}/{I}={E_1}/{I_1}={E_2}/{I_2}={E_n}/{I_n} = Constante = R

A resistência elétrica não depende nem da tensão, nem da corrente elétrica, mas sim da temperatura e do material condutor.

Código de Cores para Resistores

O código de cores é a convenção utilizada para identificação de resistores de uso geral. Compreende as séries E6, E12 e E24 da norma internacional IEC.

Figura 3 - Código de cores dos resistores
Figura 3 – Código de cores dos resistores

Procedimento para Determinar o Valor do Resistor:
Identificar a cor do primeiro anel, e verificar através da tabela de cores o algarismo correspondente à cor. Este algarismo será o primeiro dígito do valor do resistor.
Identificar a cor do segundo anel. Determinar o algarismo correspondente ao segundo dígito do valor da resistência.
Identificar a cor do terceiro anel. Determinar o valor para multiplicar o número formado pelos itens 1 e 2. Efetuar a operação e obter o valor da resistência.
Identificar a cor do quarto anel e verificar a porcentagem de tolerância do valor nominal da resistência do resistor.
OBS.: A primeira faixa será a faixa que estiver mais perto de qualquer um dos terminais do resistor.

Exemplo:
1o Faixa Vermelha = 2
2o Faixa Violeta = 7
3o Faixa Marrom = 10
4o Faixa Ouro = 5%
O valor será 270W com 5% de tolerância. Ou seja, o valor exato da resistência para qualquer elemento com esta especificação estará entre
256,5W e 283,5W.
Entenda o multiplicador. Ele é o número de zeros que você coloca na frente do número. No exemplo é o 10, e você coloca apenas um zero se fosse o 100 você colocaria 2 zeros e se fosse apenas o 1 você não colocaria nenhum zero.
Outro elemento que talvez necessite explicação é a tolerância. O processo de fabricação em massa de resistores não consegue garantir para estes componentes um valor exato de resistência. Assim, pode haver variação dentro do valor especificado de tolerância. É importante notar que quanto menor a tolerância, mais caro o resistor, pois o processo de fabricação deve ser mais refinado para reduzir a variação em torno do valor nominal.

Deixe um comentário